Iluminação na Decoração – Entenda essa parceria

Posted by John Doe 16/12/2019 0 Comentários

Resultado de imagem para iluminação e decoração

 

A iluminação é parte importantíssima para qualquer decoração de casa. Essa etapa demanda tempo e atenção, tanto no projeto quanto na procura dos itens ideais. Um dos erros mais comuns encontrados no projeto de iluminação é um ambiente demasiadamente iluminado ou então pouco iluminado.

 

A iluminação na decoração precisa ser distribuída adequadamente para o conforto e tranquilidade. A posição do mobiliário deve ser levada em consideração durante a realização de um projeto de iluminação.

 

O projeto de iluminação na decoração deve considerar a praticidade e a estética que se deseja alcançar. Também deve-se ter como foco o espaço e quais os elementos serão valorizados.

 

Abaixo daremos algumas dicas para usar a iluminação na decoração de ambientes.

 

 

Luz natural

Resultado de imagem para luz natural

 

Não há nada melhor do que a luz natural para iluminar ambientes, proporcionando níveis de conforto e bem-estar maravilhosos, além da economia de energia. Busque tirar proveito das diferentes divisões da casa, considerando o equilíbrio perfeito entre luz e cor.

 

O branco é a cor que melhor reflete a luz natural. Entretanto, as cores fortes podem enaltecer as qualidades luminosas da luz do dia.

 

Tente mesclar as cores para criar tons harmônicos e que não ofusquem a visão.

 

Luz artificial

Resultado de imagem para luz artificial

 

A iluminação eléctrica pode ser dividida  principalmente em três opções:

  • Lâmpadas incandescentes que emitem uma luz quente em todas as direções e são utilizadas para a iluminação em geral; 
  • Lâmpadas fluorescentes que emitem uma luz fria, difusa e sem sombras e são utilizadas em locais de atividade mais intensa.
  • Lâmpadas de LED que podem emitir luz quente ou fria e não imitem calor.

 

As lâmpadas incandescentes consomem mais energia e acabam por ser mais baratas do que as fluorescentes, porém duram bem menos.

 

Para as zonas de descanso, prefira as lâmpadas incandescentes pela baixa capacidade de iluminação. Nos locais com muita incidência solar, uma boa opção é colocar lâmpadas de LED que são mais frescas e claras do que as incandescentes e mais aconchegantes do que as fluorescentes.

 

As lâmpadas de tons frescos são perfeitas para uma iluminação forte. Já as lâmpadas de tons quentes beneficiam ambientes com uma iluminação reduzida. A iluminação elétrica é vital para casas que têm pouca luz natural e é a que melhor define as cores presentes na decoração.

 

Os diferentes tipos de iluminação


Apesar de parecer uma tarefa simples, a iluminação requer atenção na hora de posicionar as lâmpadas. Atualmente, podemos citar três das principais formas de investir no seu projeto luminotécnico e causar diferentes efeitos para o cômodo. São elas:

 

Iluminação difusa

Este tipo de iluminação é o mais simples e conhecido. Neste caso, a luz é centralizada no teto do cômodo, iluminando o ambiente por completo e de um modo uniforme. Pode ser aplicada em quartos e salas de estar.

 

Iluminação direta

Como o nome já diz, a luz pode ser posicionada diretamente sobre algum objeto específico no ambiente. Geralmente, são usados itens como luminárias ou abajures. É uma boa opção para espaços que necessitam de mais foco e concentração, como o office.

 

Iluminação indireta

Diferente da anterior, a iluminação indireta não tem um único foco, sendo capaz de iluminar o espaço por completo. Basicamente, a sua luz reflete em uma superfície e, em seguida, se espalha pelo ambiente. O resultado é um efeito bastante intimista e, por isso, geralmente é utilizada nos quartos e salas de estar.

 

 

Ilumine com as cores

 

A iluminação precisa combinar com a decoração para harmonizar e não desequilibrar os ambientes criados. Em geral, as cores de uma determinado cômodo são favorecidas pela distribuição de vários pontos de luz. No entanto, as cores beneficiam sempre a iluminação similar ao seu próprio tom.

 

Por exemplo, as cores quentes são realçadas com luzes incandescentes ou de LED que também são aconchegantes, ao contrário do azul ou verde que combinam melhor com as Luzes frias. Para que as cores brilhantes e intensas ganhem ainda mais vida, escolha lâmpadas frias. Na dúvida sobre a cor da parede, escolha a branca, pois essa cor é um excelente refletor de luz e combina muito bem tanto com a luz artificial, como a natural.

 

A luz artificial é perfeita para criar ambientes muito específicos, permitindo realçar um ou outro elemento em particular, como um quadro, uma planta, uma peça de arte ou uma característica arquitetônica. Uma luz apropriada e colocada diretamente por cima vai individualizar a peça, criando um efeito único.

 

 

Ilumine corretamente cada ambiente

 

Além de bela, a sua iluminação deverá ter uma característica imprescindível: funcionalidade. Por conta disso, você deverá posicionar as lâmpadas de um modo diferente, de acordo com as atividades que são realizadas em cada ambiente. Veja os pontos a seguir:

 

Jardim
O jardim tem, obviamente, o benefício da luz natural, que deve ser aproveitada o máximo possível. No entanto, para as noites, é interessante utilizar uma iluminação que ressalte os pontos fortes da sua decoração. Além disso, é uma boa ideia distribuir as luzes para que elas iluminem o caminho.

 

Banheiro
Quando se trata de ambientes internos, a situação fica mais complexa, e a importância da iluminação na decoração é mais evidente. Vejamos o caso do banheiro, por exemplo: ele requer luzes o dia todo, mas a iluminação diurna deve ser diferente da iluminação noturna. Na primeira, preze por luzes brancas, refrescantes e perfeitas para despertar. Já na segunda, é melhor optar por uma iluminação suave.

 

 

Evite também cair no erro de colocar lâmpadas na parte de cima do espelho. Isso é muito comum, mas cria sombras desagradáveis no rosto. Ao invés disso, prefira colocá-las nas laterais do espelho. Por fim, se o banheiro for muito grande, considere a possibilidade de colocar uma luz em cima do chuveiro.

 

Sala de estar
Considerada uma área de convivência, a sala de estar pede por uma luz geral centralizada. Para isso, utilize lustres ou plafons. Para destacar um cantinho especial, como aquele da leitura, invista na iluminação direta. Neste caso, luminárias de chão ou arandelas são excelentes opções. Prefira também as lâmpadas amareladas para aumentar a sensação de conforto.

 

Cozinha

A cozinha necessita de uma iluminação localizada, ou seja, que ilumine pontos específicos. Fuja de uma luz central, pois ela vai gerar sombras se as pessoas estiverem em pé diante das bancadas, o que pode afetar a visão dos alimentos durante o preparo da comida. O ideal é busca lâmpadas que tenham um alto índice de reprodução cromática, ou índice de reprodução de cor. Isso significa que essas lâmpadas possuem fidelidade máxima na reprodução da cor.

 

 

Quartos

Como você já sabe, o quarto é reservado para o nosso descanso. Para causar um efeito intimista e aconchegante, inclua uma única fonte de luz centralizada no teto. Já para as demais atividades do dia, os itens de iluminação direta podem te ajudar a focar pontos estratégicos. Arandelas, luminárias de chão e abajures são excelentes para essa finalidade.

 

 

Gostou dessas dicas? Compartilhe com seus amigos.

Etiquetas: Iluminação

Deixe um Comentário