Tudo sobre os efeitos das cores na iluminação

Posted by John Doe 11/02/2020 0 Comentários
 
A iluminação precisa combinar com a decoração para harmonizar e não desequilibrar os ambientes criados. Em geral, as cores de um determinado cômodo são favorecidas pela distribuição de vários pontos de luz. No entanto, as cores beneficiam sempre a iluminação similar ao seu próprio tom.
 
 
Por exemplo, as cores quentes são realçadas com luzes de filamento de carbono ou de LED que também são aconchegantes, ao contrário do azul ou verde que combinam melhor com as luzes frias. Saiba neste texto tudo sobre os efeitos das cores na iluminação.
 

LUZ AMARELA (LUZ QUENTE)

 

 

A luz amarela ajuda a relaxar e proporciona um clima mais intimista, além de estimular a inteligência e a criatividade. Os Ambientes iluminados com luz amarela são agradáveis e ideais para confraternizações, tornando o ambiente favorável a longas conversas.

 

Por ter uma tonalidade mais quente, essa luz torna os cômodos mais naturais e confortáveis, pois ofuscam os olhos e não cansam visualmente. Assim, elas se tornam indispensáveis para ambientes de descanso e lazer. A luz amarela é indicada para ser utilizada na sala de estar, sala de jantar e no quarto.
 
 

LUZ BRANCA (LUZ FRIA)

 

 

O tom neutro da luz branca é muito utilizado para dar a sensação de amplitude, atenção e limpeza aos ambientes. É uma temperatura de cor que desperta e nos ajuda a manter o foco nas atividades.
 
Algumas pessoas têm a impressão de que quanto mais branca a luz, mais potente é a lâmpada e melhor é a iluminação. Isso não é verdade, já que a quantidade de luz exposta no ambiente é a mesma da luz amarela. O que acontece é que a luz branca, na nossa percepção visual, se destaca pela luminosidade e facilita o foco. Bastante usado em escritórios e áreas de trabalho da casa como cozinha e lavanderia. É uma temperatura de cor que desperta e nos ajuda a manter o foco nas atividades.
 

RGB – LUZ EM CORES

 
 
Diversidade e precisão no ajuste de luzes coloridas.  Criando efeitos e transformando ambientes, o sistema RGBW aplicado a lâmpadas e fitas LED proporciona a iluminação em cores.
 
São diversas as possibilidades de uso do LED RGB, sendo que as principais estão na iluminação decorativa. As fitas de LED trazem certa magia para o quarto de bebê, exatamente por haver a possibilidade de serem colocadas em pontos que normalmente não são iluminados. É possível também dar diferentes cores a jardins, decoração de festas e iluminação noturna de piscinas.
 
 
O LED RGB, na verdade, é um conjunto de três LEDs encapsulados, cada um com uma cor distinta: o vermelho (Red), o verde (Green) e o azul (Blue). O RGB se refere, portanto, às cores primárias para a luz. Misturando-se as três e mudando suas intensidades individualmente, podemos fazer qualquer efeito de cores na iluminação.
 
 
Eletronicamente, cada cor pode variar sua intensidade numa escala de 0 a 255 sendo que, quando combinadas as três cores na iluminação, é possível a formação de mais de 16 milhões de cores diferentes em que você pode brincar com as combinações. Veja as principais combinações de cores na iluminação: 
 
  • Laranja: Cor dinâmica e viva. Segundo psicólogos, tons alaranjados produzem um efeito cromático que estimula a área do cérebro responsável pela comunicação. Logo, é indicada para espaços de convivência, como sala de jantar e visitas. Matizes suaves, como pêssego, deixam o ambiente aconchegante, enquanto tonalidades mais intensas sugerem estabilidade.
  • Vermelho: Estimula as áreas de relacionamento afetivo e sucesso, mas deve ser usada com precaução, já que em excesso pode incitar a irritabilidade e nervosismo. Em domicílios, recomenda-se o uso em ambientes mais íntimos ou direcionados a itens de destaque.
  • Violeta: Essa é uma das cores com aplicações mais curiosas. Apesar de ser muito utilizada em dormitórios e projetos direcionados ao público feminino, a iluminação em tons de púrpura está presente na ambientação de aeronaves, devido as suas propriedades relaxantes.
  • Azul: O azul tem sido ligado a emoções de plenitude e liberdade há muito tempo. Os usos podem variar muito de acordo com as matizes. Azul claro, por exemplo, é recomendado para ambientes calmos. Alguns decoradores chegam a afirmar que a pintura ou aplicação de iluminação indireta em tons suaves pode tranquilizar crianças agitadas. Tons mais escuros sugerem produtividade e poder. 
  • Verde: Cor que remete automaticamente à natureza. Representa cura e esperança. Muito utilizada na iluminação de jardins e piscinas, por realçar os tons naturais.

 

A COR NÃO INTERFERE NA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

 

Vale destacar que a temperatura de cor não possui nenhuma influência no consumo da lâmpada. O produto não utiliza mais ou menos energia em função da tonalidade do seu facho de luminoso, mas sim de acordo com a potência do produto. Quanto maior sua potência mais será o seu consumo de energia.
 
Há quem tem a impressão de que quanto mais branca a iluminação, maior é a sua potência, ou que ilumina mais o ambiente que a cor amarela. Porém é utilizada a mesma intensidade luminosa no ambiente. O que difere é que a luz branca proporciona mais contraste e da percepção de mais claro. 
 

APOSTE NAS LÂMPADAS DE LED 

 

Além de cuidar do conforto visual e bem-estar da sua família, a economia que as lâmpadas de LEDs oferecem merece sempre um destaque. As lâmpadas de LED são uma ótima opção para quem busca economia na conta de luz. 

Essa diminuição nos gastos é possível, porque ao contrário das lâmpadas incandescentes e fluorescentes, as lâmpadas de LED são muito mais eficientes, pois produzem a mesma quantidade de luz (ou lúmem, para ser mais correto) utilizando bem menos energia. Além disso, a geração de calor durante esse processo é praticamente nula, o que ajuda na economia energética. Outra vantagem das lâmpadas de LED é a sua vida útil, reduzindo assim os custos com eventuais trocas de lâmpadas.
 
 
Gostou de saber mais sobre cores na iluminação? Curta nossa página no facebook e compartilhe essa informação com outras pessoas.
 
 

Deixe um Comentário