Iluminação de jardim: saiba como criar uma Iluminação completa

Posted by John Doe 11/11/2019 0 Comentários

 

Com a iluminação de jardim perfeita é possível apreciar as belezas da natureza e desfrutar do local em momentos de relaxamento.

 

Um dos pontos mais atrativos deste ambiente, além das belas plantas e flores, é uma iluminação de jardim bem projetada. Um jardim bem iluminado permite o aproveitamento máximo do espaço durante o dia e melhor ainda à noite. Para planejar a melhor iluminação é preciso saber algumas informações sobre o seu jardim. Separamos algumas dicas para ajudar você, confira!


Conhecendo as caraterísticas do jardim 


Todo jardim possui características distintas e é necessário saber quais são as do seu jardim. A iluminação de jardim deve ser utilizada para complementar o design do ambiente e por isso, é essencial identificar as expectativas e necessidades específicas do espaço que você deseja decorar.


Verifique se o caminho ou passagem precisam ser iluminados durante a noite e quais as plantas que você gostaria de destacar com essa luz. 

 


Falando sobre as plantas, é necessário conhecer bem as necessidades delas no que diz respeito a temperaturas que suportam. Plantas delicadas não se darão bem com lâmpadas que produzam muito calor. 

 

Caso ainda tenha dúvidas de onde colocar cada ponto de luz, faça experiências com a luz sem fixa-las, tente várias abordagens diferentes e escolha cores e intensidades até se sentir satisfeito com o resultado final.
 

 


Tipos de iluminação de jardim


O modo como à iluminação é instalada modifica o cenário. Escolher entre luzes diretas ou indiretas, iluminação para cima ou para baixo pode mudar o local completamente.  


A Iluminação focal ou direta, é direcionada e limita a atenção para um ponto específico do jardim. Ideal para dar destaque a arbustos e esculturas.

 


A Iluminação indireta demarca levemente o jardim sem um foco de destaque. Normalmente esse tipo de iluminação é colocada por trás das plantas, direcionada para muros ou pisos.

 

A Iluminação geral ilumina amplamente a área externa, sem destacar nenhum ponto. Ideal para iluminar o jardim como um todo. 

 


Use os produtos certos


O Spot e o projetor são indicados para criar efeitos especiais, como o da iluminação focal. Os modelos de embutir podem ser instalados também no solo, o que é uma ótima opção para destacar plantas e paredes. Lagos e fontes ficam encantadores quando iluminados por spots com foco dirigível.


Os Postes são indicados para iluminar uma área de maneira geral. Porém, é recomendável que tenham mais de 1.80m de altura para não ofuscar as vistas das pessoas. Já os Balizadores e mini postes são ideais para iluminar caminhos e elementos baixos, como as forrações de um jardim.

 


As arandelas normalmente proporcionam uma iluminação indireta, onde se percebe o contorno do local. Essas peças são fixadas em paredes e iluminam pontos estratégicos. Elas podem realçar plantas e objetos decorativos, deixando o espaço romântico e aconchegante.


Já os refletores são mais indicados para espaços amplos e priorizam a segurança, pois ajudam na locomoção do jardim. 
As luminárias espeto são fixadas em pequenos postes ou pedestais. Elas são charmosas, contemporâneas e muito utilizadas para demarcar caminhos. Lugares como a entrada de casa ganham graça e encanto quando adornados por esses elementos.

 


Se você gosta de acompanhar as tendências, você pode escolher esse estilo de iluminação de jardim que está fazendo sucesso. Os cordões de luz são acessórios estilosos em que as luzes ficam penduradas. 
Podem ser dispostos de variadas maneiras, pendurados em árvores ou colunas no jardim. Criam um efeito incrível na decoração e iluminação geral de ambientes externos. Diversos tipos de lâmpadas podem ser utilizados, como coloridas ou brancas.


Os embutidos de solo também estão em alta. São instalados em pequenos buracos no jardim, por isso requerem um maior planejamento para sua instalação. Possuem características resistentes, com vida útil elevada. Iluminam de baixo para cima e são indicados para realçar detalhes arquitetônicos, como texturas e revestimentos. Também podem iluminar corredores e passagens pelo jardim.

 


A luminárias subaquáticas são feitas com materiais apropriados para serem instaladas dentro de piscinas, fontes e espelhos d’água no jardim. Além de auxiliarem na iluminação do ambiente, também criam destaque para a água com um visual impactante.

 


Escolhendo corretamente as lâmpadas


Agora é a vez de escolher as melhores lâmpadas para o seu jardim. As lâmpadas de luz amarela deixam o jardim mais acolhedor e aconchegante, enquanto as luzes brancas provocam um efeito de destaque maior e são ótimas quando a intenção é clarear o local. 

 


As luzes coloridas devem ser usadas para realçar e destacar um ponto específico do jardim, mas tome cuidado para não exagerar nas cores e tornar o jardim uma bagunça visual. 

  •  Lâmpadas led: Têm nível de aquecimento baixo e longa vida útil. Consomem pouquíssima energia, não aquecem as plantas e são encontradas em diferentes tonalidades de cor.
  • Lâmpadas incandescentes: Consomem muita energia e não duram muito tempo, no entanto produzem luzes muito agradáveis.
  • Lâmpadas halogéneas: Duram consideravelmente e são mais económicas em termos de consumo de energia do que as incandescentes.
  • Lâmpadas fluorescentes: Consomem pouca energia e apresentam uma gama de cores mais agradável.
  • Fibra ótica: Baixo nível de aquecimento e grande segurança devido à ausência de corrente elétrica.

 


Gostou dessas dicas? Baixe o nosso E-BOOK: GUIA PRÁTICO DE ILUMINAÇÃO DE JARDIM

Curta nossa página no facebook e compartilhe essa informação com outras pessoas.
 

Deixe um Comentário