Iluminação para o quarto: como planejar?

Posted by John Doe 24/01/2019 0 Comentários
 
A iluminação para o quarto pode mudar completamente a sensação de bem-estar. Montar um ambiente acolhedor, confortável e relaxante para dormir exige uma série de cuidados. Móveis, roupas de cama e decoração influenciam muito, mas não são os únicos responsáveis.
 
É fundamental que a iluminação para o quarto seja concebida de modo a facilitar o nosso dia a dia como ler, estudar, vestir-se, relaxar... Cada tipo de fonte de luz oferece características específicas que precisam ser exploradas se o objetivo é realizar um bom projeto de iluminação para o quarto. Em dúvida sobre como iluminar o seu quarto de maneira adequada? Separamos algumas dicas que vai facilitar a escolha da melhor iluminação para o quarto!
 
 

Escolhendo a iluminação para o quarto

 
Ao pensar no seu projeto de iluminação para o quarto é importante considerar alguns aspectos, começando pelo tipo de atividade que você costuma desenvolver no cômodo. A melhor dica é trabalhar com a combinação de luz direta e indireta para iluminar o seu quarto. Essa é uma opção interessante para contemplar todas as necessidades. 
 
A iluminação indireta é ideal para garantir o aconchego do quarto. Ela é apropriada para a iluminação geral do quarto, pois garante um tom mais uniforme, que se ajustam as atividades do local. É possível obter esse tipo de iluminação através da instalação de sancas, pendentes, arandelas, fita de LED, cortineiro iluminado e luminárias de piso. 
 
Já a luz direta garante uma iluminação para o quarto mais pontual. Neste caso, podemos fazer uso de abajur, luminária de coluna, pendente, spot direcionada a algum móvel como obra de arte, quadros ou efeito na parede. Lembre-se que não se deve localizar nenhuma iluminação diretamente sobre a cama. 
 

Temperatura da luz

 
Para garantir um clima de relaxamento é preciso entender a importância da temperatura de cor no ambiente. A cor da luz tem o poder de transmitir a sensação adequada ao ambiente. 
 
O uso da luz quente ou amarela é essencial para criar o clima de aconchego, hoje em dia já existem no mercado as lâmpadas fluorescentes tubulares e compactas, com temperatura de cor ideal para esses ambientes, evitando assim o superaquecimento, o que pode gerar desconforto, consequentemente, atrapalhar o descanso que o cômodo deve proporcionar.
 
Já as tonalidades de luz neutra e branca, são ótimas para ambientes que necessitam de maior concentração como cozinhas e estações de trabalho.
 
 
Segue algumas dicas ao pensar no seu projeto de iluminação para o quarto:
  • Se você mora em um lugar onde faz muito calor, mescle a luz a luz branca e a luz amarela. Mas se está numa região onde o calor não é intenso, então abuse luzes amarelas, pois dão maior sensação de conforto e calor;
  • Opte por uma iluminação complementar em áreas de estudo e trabalho, com luzes com focos mais direcionados;
  • Uma alternativa aos abajures é o uso das luminárias presas na parede. Nos quartos pequenos, é uma saída para ganhar espaço e manter a funcionalidade;
  • Cuidado com os espelhos. Eles precisam estar na posição correta, aumentando a sensação de espaço e luminosidade.
 
 
Gostou de saber as dicas de iluminação para o quarto? Curta nossa página no facebook e compartilhe essa informação com outras pessoas.
 

Deixe um Comentário